header top bar

section content

Ex-prefeito de Sousa tem bens bloqueados em Ação Judicial de suposta Improbidade Pública

A Ação foi ajuizada na 4ª Vara da Comarca, que acatou a ação e deferiu liminar, e determinou o bloqueio de bens do ex-gestor, no valor de R$ 588.695,61.

Por Diário do Sertão

11/07/2018 às 17h00 • atualizado em 11/07/2018 às 17h01

Ex- prefeito de Sousa, André Gadelha (Foto: Diário do Sertão)

O ex-prefeito da cidade de Sousa, Sertão do estado, André Gadelha (MDB), teve o bloqueio de seus bens decorrente de Ação de Improbidade Pública.

André responde a uma Ação sobre pagamentos indevidos de horas extras para comissionados, e contrato irregular de servidores do excepcional interesse público.

Conforme a denúncia, o ex-gestor causou prejuízo ao patrimônio público, decorrente da realização de diversos pagamentos de horas extras para ocupantes de cargos em comissão, contratação irregular de servidores a título de excepcional interesse público, com intuito de exercer funções gratificadas e autorização de pagamentos a servidores, os quais não detinham o direito a recebê-las, tudo conforme relatório realizado pela auditoria.

A Ação foi ajuizada na 4ª Vara da Comarca, que acatou a ação e deferiu liminar, e determinou o bloqueio de bens do ex-gestor, no valor de R$ 588.695,61.

A ação ainda cabe recurso, e a defesa do ex-prefeito irá recorrer.

OPINIÃO CONTUNDENTE

EM DECADÊNCIA?: Ex-radialista compara as rádios de Cajazeiras a ‘relacionamento que perdeu o sabor’

QUER APROVAÇÃO?

ENEM 2018: Cursinho inova em Cajazeiras com grande equipe de professores e dinâmica moderna de ensino

PARA A ETERNIDADE

VÍDEO: Programação de 70 anos do Atlético começa com exposição histórica que promete encantar Cajazeiras

ALFINETOU

VÍDEO: Aliado do prefeito destaca asfaltamento de ruas de Cajazeiras e alfineta grupo de Carlos Antonio