header top bar

section content

Presidente Bolsonaro será transferido para São Paulo e poderá fazer cirurgia

O Dr. Macedo, médico responsável pelas cirurgias no abdômen do Presidente da República, decorrentes do atentado a faca ocorrido em 2018, constatou uma obstrução intestinal.

Por Agência Brasil

14/07/2021 às 16h05 • atualizado em 14/07/2021 às 18h41

Presidente da República, Jair Bolsonar, em solenidade no Palácio do Planalto (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil)

A Secretaria Especial de Comunicação Social divulgou, nesta quarta-feira (14), uma nota que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), internado no Hospital das Forças Armadas em Brasília, Distrito Federal, será transferido para São Paulo, onde fará exames para detectar a necessidade ou não de uma cirurgia. Exames mostraram ainda uma obstrução intestinal no chefe do Executivo.

“Após exames realizados no HFA em Brasília, o Dr. Macedo, médico responsável pelas cirurgias no abdômen do Presidente da República, decorrentes do atentado a faca ocorrido em 2018, constatou uma obstrução intestinal e resolveu levá-lo para São Paulo onde fará exames complementares para definição da necessidade, ou não, de uma cirurgia de emergência”, afirma.

ENTENDA

O presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) deu entrada nesta quarta-feira (14), no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, para a realização de exames para investigar a causa de soluços persistentes que vem tendo há alguns dias. A medida foi tomada por decisão de sua equipe médica.

As contrações involuntárias do diafragma têm dificultado a fala do gestor. Ele disse na semana passada, durante conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada que estava com soluço e afirmou que acreditava que a causa eram remédios:

“Estou com soluço há dias. Fiz uma cirurgia para implante dentário no sábado. Talvez em função dos remédios que eu estou tomando, mas estou 24h por dia com soluço”, disse, em entrevista à rádio Guaíba.

Em nota, a Secretaria Especial de Comunicação Social informou que Bolsonaro ficará sob observação, no período de 24 a 48 horas, não necessariamente no hospital. “Ele está animado e passa bem”, diz a nota.

A agenda do dia do presidente foi cancelada. Nesta quarta de manhã, ele participaria de uma reunião entres os presidentes do Judiciário, Executivo e Legislativo, para discutir as relações entre os poderes. O encontro será oportunamente reagendado.

ÚLTIMA AUDIÊNCIA 2021

VÍDEO: João Azevêdo anuncia mais de R$ 67 milhões em obras para regiões de João Pessoa e Mamanguape

NA CHEGADA A CAJAZEIRAS

EXCLUSIVO: Chorando, ‘Galega da Asa’ diz que perdeu a cabeça ao ser agredida e pede perdão à sua mãe e à mãe da vítima: “Eu acabei com duas famílias”

MENOS DE ZERO GRAU

VÍDEO: Biólogo lamenta temperaturas baixas em São Paulo, perdas na lavoura e população de rua abandonada

MAIS UM MUTIRÃO

VÍDEO: População reclama de demora e longas filas para receber ficha de vacinação em Cajazeiras

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!