header top bar

section content

VÍDEO: Ricardo dá sinal de que cogita candidatura a prefeito: “Estou começando a ficar desesperado”

Na primeira entrevista após ser solto da prisão, ex-governador Ricardo Coutinho deu sinais de que vai tentar tirar o atual grupo político da prefeitura de João Pessoa

Por Jocivan Pinheiro

13/03/2020 às 16h23 • atualizado em 13/03/2020 às 16h26

Parece que uma possível candidatura a prefeito de João Pessoa voltou a ser cogitada pelo ex-governador Ricardo Coutinho. Na primeira entrevista que ele prestou após ser solto da prisão por habeas corpus, Ricardo deu sinais de que vai tentar tirar o atual grupo político que comanda a prefeitura.

Em entrevista na Rádio Sanhauá AM, da capital, nesta sexta-feira (13), o ex-governador declarou que não passava pela sua cabeça ser candidato a prefeito, mas agora ele será “um sujeito ativo para livrar João Pessoa das mãos terríveis de gente que só quer fazer negócio com essa prefeitura”.

“Eu olho esse quadro e estou começando a ficar desesperado, porque essa cidade precisa de um olhar diferenciado, precisa ter um rumo progressista, de investimentos. Essa cidade não pode ficar vivendo simplesmente de emenda federal”, completa Ricardo.

No dia 17 de dezembro do ano passado, Ricardo Coutinho foi preso na sétima fase da Operação Calvário, mas acabou solto dois dias depois por meio de habeas corpus do ministro Napoleão Nunes Maia, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Desde então, ele usa tornozeleira eletrônica para ser monitorado.

VEJA TAMBÉM

Relatora da Operação Calvário no STJ nega pedido de Ricardo para tirar tornozeleira eletrônica

Ricardo Coutinho, ex-governador da Paraíba

Ricardo é acusado de chefiar uma organização criminosa que desviou cerca de R$ 134 milhões da saúde e da educação na Paraíba entre 2011 e 2018.

No dia 18 de fevereiro deste ano, por 4 votos a 1, a 6ª Turma do STJ decidiu negar o recurso imposto pela Procuradoria Geral da República (PGR) contra o habeas corpus do ministro Napoleão Nunes Maia que tirou Ricardo da prisão.

Segundo os ministros que votaram a favor do habeas corpus, o decreto de prisão não prova de que maneira, atualmente, Ricardo Coutinho estaria atuando no esquema criminoso, já que não exerce mais o cargo de governador.

PORTAL DIÁRIO

DIREITO

VÍDEO: Advogado explica se pais e mães podem ser proibidos de visitar os filhos durante a pandemia

AVANÇO DO VÍRUS

VÍDEO: Cajazeiras chega a 59 casos de Covid-19, e secretária de Saúde faz alerta para a Zona Sul

PRECATÓRIOS

VÍDEO: Vereadora culpa atual prefeito por acúmulo de dívidas trabalhistas na Prefeitura de Ipaumirim-CE

PREFEITURA RESPONDEU

VÍDEO: Vereadores denunciam que motorista de Cajazeiras teria salário duas vezes maior que dos colegas

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!