header top bar

section content

Corpo de Bombeiros registra 321 intervenções na Operação Réveillon

conforme a tenente coronel Clécia Felipe, que comandou a Operação Réveillon, na área operacional, não houve incêndio nas áreas de eventos abrangidas pela operação

Por Secom

02/01/2019 às 12h32

Corpo de Bombeiros realizou ações de prevenção na PB durante o final de ano

As ações do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (CBMPB) durante as principais festas de Réveillon, no Litoral do estado, resultaram em 321 atendimentos – sendo a maioria deles de prevenção (294) e nenhum de natureza grave. Conforme o balanço da corporação, entre as ações preventivas, foram 169 advertências ou informações prestadas ao público, 117 atividades socioeducativas realizadas, sete nos pontos base, além de uma intervenção não classificada.

Conforme a tenente coronel Clécia Felipe, que comandou a Operação Réveillon, na área operacional, não houve incêndio nas áreas de eventos abrangidas pela operação. No entanto, foram computados 24 casos de atendimento pré-hospitalar, tendo como principal característica os primeiros-socorros a pessoas embriagadas que passaram mal.

Também foram feitas duas guardas de crianças perdidas, que posteriormente foram entregues aos pais. Na área de salvamento aquático, que também teve atenção especial na operação, com a distribuição de guarda-vidas nas áreas de concentração de público, não houve registro de afogamentos.

A Operação Réveillon empregou um efetivo extra de 132 bombeiros nos pontos de comemoração do Ano Novo no Litoral paraibano, sendo eles: praias de Tambaú e Cabo Branco, em João Pessoa; na Avenida Mar Vermelho, praia de Intermares (Cabedelo); no Centro de Lucena e na avenida Arthur Monteiro de Paiva – no Bessa; além da praia do Centro na Baía da Traição.

Nesses locais, também foram colocadas viaturas de combate a incêndio e atendimento pré-hospitalar como ponto base e postos de guarda-vidas. Alguns também receberam Posto de Comando e tendas de atendimento ao público.

MOMENTO DE CRISE

VÍDEO: Consultor e gestor de projetos fala de ‘mortes de empresas’ vítimas da crise da Covid-19

36 ÓBITOS

VÍDEO: Homem que deu entrada no HRC vítima de infarto é registrado nos óbitos por Covid-19 em Cajazeiras

PROCESSO DA CORES

VÍDEO: Myrian Gadelha afirma que pré-candidatura de Tyrone é desrespeito porque ele estaria inelegível

CRÍTICAS

VÍDEO: André diz que após Tyrone, próximo prefeito de Sousa terá que ter coragem para fazer concurso

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!