header top bar

section content

João Azevêdo assina protocolo para instalação de indústria moveleira que deve gerar 1500 empregos na PB

A empresa, que irá funcionar no município de Santa Rita, deve investir cerca de R$ 160 milhões no estado. O projeto de expansão do grupo K1 está dividido em quatro etapas.

Por Juliana Santos

01/02/2021 às 15h22

A videoconferência foi realizada nesta segunda-feira (1). (Foto: Francisco França/SecomPB)

O governador João Azevêdo assinou, nesta segunda-feira (1º), protocolo de intenções para a instalação de uma unidade industrial do grupo K1 na Paraíba. A empresa, que irá funcionar no município de Santa Rita, deve investir cerca de R$ 160 milhões no estado e gerar 500 empregos diretos e 1.000 indiretos. O grupo atua no mercado moveleiro há 25 anos e é atualmente a maior no segmento na América Latina.

O projeto, que terá 95 mil m² de área construída e deverá ser iniciado no segundo semestre de 2021, já se posiciona como a segunda maior indústria de transformação da Paraíba, no que tange ao seu potencial de faturamento, contribuindo para o desenvolvimento econômico sustentável e social do estado.

Na etapa 1 será implantado um parque fabril para a produção de móveis em série da marca Kappesberg em um espaço de 25 mil m² de área construída. Na etapa 2, o grupo instalará a unidade fabril da marca UZ Utilidades, para a produção e distribuição de produtos da marca. Na etapa 3, será implantada a fábrica de colchões e estofados, com produção de espumas e molas. Já na etapa 4, as três plantas fabris serão unificadas através de uma estrutura de estoque verticalizado e expedição central, utilizando sistema de automação e inteligência de estoques. Esse espaço terá 25 mil m² de área construída, totalizando os 95 mil m² do projeto completo.

VEJA TAMBÉM

Deputado Wilson Filho é escolhido líder do governo na Assembléia Legislativa da PB

 Atualmente, a Paraíba é o estado do Nordeste que o Grupo K1 apresenta o maior índice de vendas. A expansão ocorre também com o objetivo de facilitar a distribuição e oferecer produtos de qualidade e preços compatíveis com o mercado local e possibilitará ao grupo trabalhar em um novo mercado na região: a comercialização da sua linha de colchões e estofados – o que não ocorre hoje devido aos altos custos logísticos.

A nova operação do Grupo K1 na Paraíba destinará 30% de sua área à criação de um laboratório de Silvicultura – aproveitamento, exploração e manutenção racional das florestas -, que será criado e mantido em parceria com a Universidade Federal da Paraíba UFPB. O objetivo é fomentar pesquisas sobre as propriedades da madeira e novas tecnologias para a produção de matérias-primas sustentáveis que gerem menos impactos ao meio ambiente e contribuam para o desenvolvimento da região. Porquanto se trata do insumo mais importante em todo o processo produtivo da planta industrial.

Ainda, de modo a colaborar no combate à pandemia, o Grupo K1 fará a doação de 400 mil máscaras ao Governo do Estado e 100 mil à Prefeitura Municipal de Santa Rita.

Durante a reunião foi assinado um protocolo para instalação da indústria. (Foto: Francisco França/SecomPB)

O governador João Azevêdo destacou a importância da instalação da empresa para a Paraíba. “O estado abre as portas para receber um grupo do tamanho e da envergadura do K1, o que vai impulsionar ainda mais a nossa economia, nos tornando referência nacional e internacional na fabricação de móveis, considerando que o grupo K1 está presente em 47 países e tem mais de 30 mil pontos de venda. Nós temos feito grandes esforços e buscado parcerias para promover o desenvolvimento da Paraíba e garantir a melhoria da qualidade de vida da nossa população. Nós temos um forte potencial econômico, uma infraestrutura eficiente e somos o segundo estado mais competitivo do Nordeste, de acordo com o ranking do Centro de Liderança Pública”, frisou.

O diretor presidente da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), Rômulo Polari Filho, ressaltou que o estado tem conseguido atrair grandes empresas apesar da crise financeira que afeta o país em virtude da pandemia do coronavírus. “Esse foi um trabalho que iniciou em fevereiro de 2020, abraçamos esse projeto, desenvolvemos esse estudo de viabilização, fizemos a articulação junto à Sudene, Banco do Nordeste e Prefeitura de Santa Rita que culminou com a assinatura de hoje com a empresa que parte como a segunda maior da Paraíba, graças a nossa gestão fiscal. O local onde ela será instalada vai se tornar um polo moveleiro e esse é um ato muito importante porque o grupo K1 é o maior do segmento na América Latina”, comentou.

O presidente do Grupo K1, Carlos Sost, destacou a presença da empresa no mercado do Nordeste brasileiro. “Nossa expansão para essa região consolida cada vez mais a marca em estados que temos muita força, como a Paraíba. Esperamos contribuir para o desenvolvimento do município de Santa Rita, assim como todo o estado”, disse.

A reunião foi promovida com representantes do grupo K1 por meio de videoconferência.

Grupo K1 – Com sede no município de Tupandi (RS), a empresa tem forte atuação em todo o Brasil, além de exportar seus produtos para mais de 47 países em todos os continentes. Entre as marcas da companhia estão a Kappesberg, presente em mais de 35 mil pontos de vendas, e a UZ Utilidades, presente em cerca de 25 mil pontos de vendas. Já a Idélli Ambientes, especializada em móveis planejados, possui 31 franquias no Brasil, uma em Miami (EUA) e outra no Paraguai. Outra marca da K1, a My Home, conta com 33 franquias e 12 lojas multimarcas.

PORTAL DIÁRIO

DESENTENDIMENTO VIOLENTO

VÍDEO EXCLUSIVO: Bebedeira de amigas termina com mulher surda e muda agredida e ensanguentada em Pombal

'SÍNODO DOS BISPOS'

VÍDEO: Em missa solene, bispo e padres da Diocese de Cajazeiras homenageiam Monsenhor Gualberto

NO ACÚSTICO DIÁRIO

VÍDEO: Cantor de apenas 17 anos, primo de Flávio Pizada Quente agita galera com repertório de ‘piseiro’

EX-PRESIDIÁRIO

VÍDEO: Usuário de drogas é vítima de tentativa de homicídio em Pombal; tiros atingiram o ombro da vítima

Recomendado pelo Google: