header top bar

section content

Governo realiza atualização cadastral dos servidores a partir de 1º de junho

Ao todo, serão disponibilizados três formulários para preenchimento ou edição: Dados Pessoais, Formações (onde serão informados cursos, etc) e Dependentes (cadastro de pessoas dependentes da renda do servidor)

Por Secom Paraíba

21/05/2019 às 13h41

Governo realiza atualização cadastral dos servidores até o dia 31 de julho

O Governo do Estado da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Administração, realizará uma atualização cadastral de todos os servidores da Administração Direta e Indireta, ativos (efetivos ou não), inativos e pensionistas. O processo de atualização de dados ocorrerá de 1º a 30 de junho. Além de modernizar a estrutura administrativa do Estado, esse procedimento faz parte de uma adequação ao Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas – eSocial do Governo Federal, instituído pelo Decreto nº 8373/2014.

Para facilitar a vida do servidor, todo o processo será pela internet. Não será preciso enfrentar filas e a pessoa poderá atualizar seus dados em casa, no trabalho ou onde lhe convier. O Governo do Estado disponibilizará um ambiente virtual de apoio ao servidor no seguinte endereço tiraduvidas.pb.gov.br, no qual será possível consultar informações explicativas sobre dúvidas frequentes, bem como acessar vídeo tutorial sobre o preenchimento dos dados. Além disso, terá um canal 0800 à disposição.

A secretária de Estado da Administração, Jacqueline Gusmão, explicou que a última atualização cadastral dos servidores ocorreu há 16 anos e ressaltou a importância do processo. “Nós identificamos que a última atualização ocorreu em 2003. Além disso, existe a necessidade legal de nos adequarmos ao eSocial, sistema do Governo Federal de cadastro de informação”, esclareceu. A secretária ainda comentou que no decorrer desses anos muitos dados dos servidores podem ter sofrido alterações, a exemplo do estado civil, endereço, filhos dependentes que já estão de maior idade, etc.

Jacqueline Gusmão destacou, ainda, os benefícios para os servidores estaduais com a atualização cadastral, lembrando que o processo será obrigatório. “Com essas informações, vamos criar um sistema muito mais moderno, muito mais dinâmico, seguindo a orientação do governador João Azevêdo. Essa medida tornará bem mais fácil a concessão de benefícios, por exemplo”, acrescentou. “Além disso, vamos ter um maior controle dos recursos humanos do Estado, como a informação de servidores com seus dependentes, que nós não tínhamos”, prosseguiu.

Atualização cadastral– Para realizar o processo de atualização cadastral, o servidor deverá, de 1º a 30 de junho, acessar o Portal do Servidor paraiba.pb.gov.br, clicar no link “Atualização Cadastral” e fazer o login com as informações de acesso à plataforma.

Ao todo, serão disponibilizados três formulários para preenchimento ou edição: Dados Pessoais, Formações (onde serão informados cursos, etc) e Dependentes (cadastro de pessoas dependentes da renda do servidor). “Algumas informações, como mudança de nome e estado civil, terão de ser comprovadas documentalmente”, acrescentou Jacqueline Gusmão. E alertou: “É importante que o servidor faça a atualização de dados nestes 30 dias por conta do limite legal, evitando o bloqueio do seu pagamento. É fácil e rápido!”.

Ressaltou ainda, que “a atualização cadastral não deve ser confundida com a ‘Prova de Vida’ que vem sendo realizada junto ao Banco Bradesco. Os servidores inativos e os pensionistas precisam participar das duas ações”.’

Recomendado para você pelo google

REFORMA AGRÁRIA

VÍDEO: Coordenadora da CPT Sertão afirma que terras são um direito dos camponeses e não do agronegócio

CLIMA IDEAL

VÍDEO: Prefeito revela interesse de empresas em instalar parque de energia solar em Monte Horebe

INTERVENÇÃO

VÍDEO: Diretor da SCTrans fala sobre planos para dar segurança aos pedestres em frente à São João Bosco

"QUER ENRICAR AINDA MAIS"

VÍDEO: Pastor de Cajazeiras diz que famoso bispo está vendendo imagens de deusa egípcia na igreja