header top bar

section content

MILAGRE: Americano com morte cerebral acorda após aparelhos serem desligados

T. Scott Marr teve morte cerebral decretada após um AVC, mas se recuperou após os aparelhos de suporte de vida serem retirados

Por Veja

10/01/2019 às 10h49

Scott Marr (Foto: Facebook/Reprodução)

O americano T. Scott Marr vem sendo chamado de “homem milagroso” por ter acordado após os médicos terem decretado sua morte cerebral e desligado os aparelhos que supostamente o mantinham vivo. Scott foi encontrado inconsciente em casa no dia 12 de dezembro por um de seus filhos. Ao ser encaminhado ao Hospital Metodista, na cidade de Omaha, no estado de Nebraska, nos Estados Unidos, a equipe médica constatou que ele havia sofrido um acidente vascular cerebral (AVC).

Depois de passar dois dias conectado a tubos de respiração na UTI, com o cérebro inchado e sem mostrar qualquer sinal de melhora, os especialistas temeram que o AVC tivesse causado danos irreversíveis. Por causa disso, os médicos decidiram declarar a morte cerebral do paciente e os filhos do ex-locutor de basquete optaram por desligar os aparelhos. “Ele sempre falou para a gente que não gostaria de ser visto preso a uma cama de hospital”, conta Preston Marr, uma das filhas, à rede de televisão local KMTV.

Entretanto, inesperada e milagrosamente, tudo mudou depois que os tubos foram desconectados: Marr continuou respirando. Apesar de ser uma resposta incomum, os médicos não acreditaram que isso pudesse alterar o prognóstico ou os planos dos filhos de organizar o funeral do pai. No dia seguinte, diante dos preparativos para a cerimônia, a família foi chamada de volta ao hospital, pois Marr não apenas respirava como também se mostrava responsivo pela primeira vez desde o AVC.

“Essa coisa toda foi um milagre de Deus. Eu não morri. Eu não tive que morrer. Estou de volta aqui”, disse Marr à KMTV. O homem que deveria estar morto, agora se recupera em casa após semanas de tratamento.

Novo diagnóstico
Depois de realizar novos exames, os médicos descobriram que o inchaço no cérebro do paciente foi provocado por uma condição rara chamada de síndrome da encefalopatia reversível posterior (PRES, na sigla em inglês). De acordo com um artigo da Universidade Federal do Paraná (UFPR), a síndrome de PRES é uma “alteração clínica-radiológica caracterizada como cefaleia, convulsão, alteração visual e do estado mental, comumente associada a diversas causas, tais como encefalopatia hipertensiva, insuficiência renal, uso de imunossupressores e doenças autoimunes”.

Marr recebeu alta, mas o processo de recuperação ainda está em andamento. Segundo a equipe que acompanha o caso, o americano vai precisar de muitos cuidados. “Ele precisou recuperar as forças e agora vai precisar de supervisão 24 horas por dia porque seu cérebro passou por muita coisa. Ele tem que retreinar o próprio cérebro”, comentou a enfermeira Preston.

A família já está se preparando para cuidar de Marr. No entanto, além da necessidade de tomar conta do pai, os filhos precisam pagar as despesas médicas do ex-locutor. Para arrecadar dinheiro, eles criaram um financiamento coletivo para ajudar a pagar por medicamentos, contas hospitalares e outras despesas. Até agora, eles já arrecadaram 4 310 dólares (cerca de 16 400 reais). A meta é arrecadar 25 000 dólares, o equivalente a 95 500 reais.

Apesar do desafio financeiro, o americano diz que o incidente fortaleceu sua fé. “Eu não sou o cara mais religioso do mundo e não vou à igreja todos os domingos, mas o que aconteceu comigo não tem outra explicação, foi um milagre”, comentou Marr.

Fonte: Veja - https://veja.abril.com.br/saude/americano-com-morte-cerebral-acorda-apos-aparelhos-serem-desligados/

Recomendado para você pelo google

VISTANDO SUA TERRA NATAL

Heron Cid defende centro universitário em Marizópolis e ponto de intersecção entre Sousa e Cajazeiras

BOA NOTÍCIA

Hospital Universitário de Cajazeiras passa a oferecer novos serviços para a população do Alto Sertão

REVOLTA

VÍDEO: ‘Só quem odeia Lula o quer preso, como se ele fosse um bandido perigoso’, diz jornalista

VÍDEO

“Sou liderança forte, mas estou abandonado”, declarou Gobira ao vivo sobre grupo de Carlos Antonio