header top bar

section content

Chefe de grande facção criminosa do Amazonas é preso em apartamento de luxo no nordeste

A prisão ocorreu no sábado (16), em um prédio em Barra de Jangada, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife.

Por Portal Diário com G1 PE

17/06/2018 às 13h09

O chefe do comando vermelho ostentava em fotos (Foto: Reprodução)

Um criminoso, conhecido pelo apelido de Tio Patinhas e considerado chefe de uma facção criminosa do Amazonas, foi preso em um apartamento de luxo em Barra de Jangada, no município de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. A prisão foi efetuada pela Polícia do Amazonas, com apoio de equipes pernambucanas, que deflagraram conjuntamente a Operação Mirante.

Segundo a Polícia Militar de Pernambuco, o homem é mandante de vários homicídios em Manaus, motivados pelo controle do tráfico de drogas. Informações levantadas pelo serviço de inteligência policial dos dois estados também dão conta de que ele é responsável por tomar a área do tráfico de outras facções criminosas.

O criminoso foi localizado escondido num apartamento em um prédio em Barra de Jangada e, em seguida, foi levado para a Delegacia de Plantão de Jaboatão Velho.

Com um mandado de prisão em aberto, ele foi encaminhado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife. Na unidade, ele aguarda uma transferência para Manaus.

Fonte: Portal Diário com G1 PE - https://g1.globo.com/pe/pernambuco/noticia/lider-de-faccao-criminosa-do-amazonas-e-preso-em-apartamento-de-luxo-em-pernambuco.ghtml

Recomendado para você pelo google

VÍDEO

Secretária de Cajazeiras revela que lixão começou a funcionar irregular na cidade e falou de ação no MPF

JÁ GANHOU NOVE MEDALHAS

VÍDEO: Garotinho campeão de karatê vende trufas em Cajazeiras para participar do Mundial em Fortaleza

COBRANÇA

VÍDEO: Radialista diz que oposição deixa o prefeito de Sousa ‘à vontade para cometer irregularidades’

EVANGÉLICO DE OPOSIÇÃO

VÍDEO: Pastor de Cajazeiras diz que Bolsonaro está destruindo o país e não levou facada: “Foi uma farsa”