header top bar

section content

Pai acusado de matar a própria filha na Paraíba, se apresenta à polícia e é liberado

O homem que tem 53 anos, se mostrou emocionado durante depoimento. A versão da mãe da vítima não bate com os argumentos do suspeito.

Por Luiz Adriano

04/01/2021 às 13h19 • atualizado em 04/01/2021 às 13h20

A mulher foi morta com um tiro na cabeça no último dia 29 de dezembro em Boqueirão-PB (Foto: Reprodução/redes sociais)

O principal acusado de matar sua própria filha de 36 anos, no último dia 29 de dezembro de 2020, na zona rural da cidade de Boqueirão, município que fica vizinho à Campina Grande, um senhor de 53 anos, se apresentou à Justiça acompanhado de um advogado.

Segundo o delegado Ilamilton Simplício, o acusado informou que não teve a intenção de matar sua filha. Ele disse que foi um tiro acidental, no entanto, conforme a polícia, não existe possibilidade de haver um tiro acidental com uma espingarda artesanal calibre 12, arma usada o crime.

VEJA TAMBÉM

Mulher de 36 anos é assassinada em cidade da Paraíba e seu próprio pai é o principal suspeito

Ainda segundo a polícia, a versão da mãe da vítima confronta o que o pai relatou. Ela disse que a discussão teria acontecido porque a mulher estaria plantando maracujá em um terreno, enquanto o pai, queria que fossem plantadas hortaliças.

De acordo com o delegado, o homem estava bastante emocionado e chorou durante o depoimento. As informações são de que ele não tinha uma relação próxima com a filha, já que morava no Rio de Janeiro e havia chegado à Paraíba, há aproximadamente dois meses.

A vítima que tinha 36 anos, foi atingida por um disparo de arma de fogo na cabeça e ainda chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para um hospital local, mas não resistiu e veio a óbito.

Após o depoimento, o homem foi posto em liberdade e vai aguardar o desenrolar das investigações.

PORTAL DIÁRIO

ÚLTIMA AUDIÊNCIA 2021

VÍDEO: João Azevêdo anuncia mais de R$ 67 milhões em obras para regiões de João Pessoa e Mamanguape

NA CHEGADA A CAJAZEIRAS

EXCLUSIVO: Chorando, ‘Galega da Asa’ diz que perdeu a cabeça ao ser agredida e pede perdão à sua mãe e à mãe da vítima: “Eu acabei com duas famílias”

MENOS DE ZERO GRAU

VÍDEO: Biólogo lamenta temperaturas baixas em São Paulo, perdas na lavoura e população de rua abandonada

MAIS UM MUTIRÃO

VÍDEO: População reclama de demora e longas filas para receber ficha de vacinação em Cajazeiras

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!