header top bar

section content

Jeová Campos critica Governo Federal e diz que trabalhadores não tem o que comemorar neste 1º de maio

"Esse 1º de Maio não pode ser de comemoração tem que ser de resistência" disse o deputado.

Por Portal Diário com Assessoria

30/04/2021 às 18h21

Deputado Jeová Campos.

O Deputado estadual Jeová Campos (PSB) criticou duramente o presidente Jair Bolsonaro e disse que não há o que comemorar no dia 1º de maio, Dia do Trabalhador. Ele disse que em meio a um cenário que registra a morte de 400 mil brasileiros na pandemia, com um índice de desemprego alarmante, muitas empresas fechadas e falidas, comércio de mal a pior e uma economia que não favorece os trabalhadores, “não há muito o que comemorar neste 1º de Maio”.

“Os trabalhadores não têm nada a comemorar neste 1º de Maio, as lágrimas fez um rio de sofrimento com tantas mortes por covid, os trabalhadores da periferia perderam seus empregos e a esperança, os do pequeno comércio viram as empresas fecharem e também perderam sua fonte de renda durante essa pandemia, portanto, o momento não é de comemoração, mas de resistência a tudo isso que esse (des) governo federal promoveu”, desabafou o parlamentar.

VEJA TAMBÉM

VÍDEO: Após virar patrimônio cultural e imaterial com lei de Jeová, pão de Saora ganha destaque nacional

Na opinião de Jeová, o genocídio provocado pelo governo Bolsonaro só pode ser comparado à mortandade dos povos indígenas, em 1500. “Bolsonaro tem que ser colocado para fora porque o Brasil não aguenta mais tantas mortes, desemprego, fome, falta de vacina e um presidente que só fala e manda o povo andar armado. Fora Bolsonaro tem que ser o grito de guerra neste 1º de Maio”, afirmou o parlamentar paraibano, que denominou o atual governo federal de ‘irresponsável, desastrado e desumano’.

PORTAL DIÁRIO

DEDICAÇÃO

VÍDEO: Vereador homenageia professora de Umari uma dos autores de material didático do estado do Ceará

SINCERA

VÍDEO: Vereadora de Ipaumirim se arrepende de ter votado em Lei sobre Organizações Sociais

VENCEU O VÍRUS

VÍDEO: Pai de Gefferson Moura recebe alta hospitalar, após 45 dias de internação devido a Covid-19

DESUMANO

VÍDEO: Advogada questiona decisão que sentenciou casal de idosos para deixar residência em Patos

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!