header top bar

section content

Como a atividade física pode te ajudar a aliviar os sintomas da ansiedade

A psiquiatra, Maria Dilma, explica que manter o corpo em movimento é muito importante para saúde mental como um todo

Por Saúde Brasil

19/09/2019 às 17h24 • atualizado em 19/09/2019 às 17h28

Colocar o corpo em movimento nunca pareceu tão estratégico. Imagem: Divulgação / Saúde Brasil

Em uma palavra, qual sentimento te descreve logo após a prática de atividade física? Bem provavelmente, o termo “feliz” será um dos campeões. E não é por acaso, pois ao movimentar o corpo, você libera substâncias que são capazes de melhorar o seu bem-estar.

E a ciência explica como! Segundo Maria Dilma Alves, psiquiatra e Coordenadora Nacional de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas do Ministério da Saúde, as atividades físicas aumentam a liberação dos neurotransmissores ligados ao humor: a serotonina e a endorfina.

A médica explica ainda que manter o corpo em movimento é muito importante para saúde mental como um todo, mas principalmente para quem possui Transtorno de Ansiedade Generalizada, o famoso TAG. Mas você sabe o que significa isso?

O que é e o que não é ansiedade?

Segundo Maria Dilma, os sintomas ansiosos estão presentes em diversos momentos da nossa vida e tudo bem ser assim. Quem nunca ficou com o coração acelerado às vésperas de algum evento importante, né?!

A ansiedade se torna um problema, ou uma doença, quando esses sintomas se tornam desproporcionais em duração e intensidade. É hora de ligar o sinal vermelho quando a ansiedade passar a comprometer seu trabalho, sua relação social e familiar, por exemplo.

Que sintomas são esses?

Os sintomas podem incluir: inquietação, alteração do sono, palpitação, taquicardia, desconforto no estômago, tensão muscular, suor, preocupação excessiva, pensamentos indesejados, dificuldade de concentração, medos exagerados e ainda irritabilidade.

Qual é a diferença entre ansiedade e estresse?

O estresse pode ser resumido como um conjunto de fatores externos que causam a sensação de sobrecarga. Você pode, por exemplo, estar estressado por conta de uma semana complicada no trabalho e aí desenvolver sintomas ansiosos.

Não necessariamente uma pessoa estressada tem TAG, mas é bom lembrar que o estresse pode influenciar no surgimento de doenças mentais, como ensina Maria Dilma.

Onde a atividade física entra nessa história?

Como visto no início, a atividade física é benéfica para a saúde física e mental e surge como uma alternativa estratégica para aliviar os sintomas da ansiedade. Sabendo de tudo isso, dá só uma olhada na seleção que preparamos:

Caminhada

A caminha tem várias vantagens! É acessível, prática e pode ser feita na maioria dos lugares.

Além disso, ela ainda pode funcionar como uma meditação ativa. Já reparou que enquanto caminha você dá uma pausa nos pensamentos excessivos?

VEJA TAMBÉM: 

Pensando a nossa caminhada no Açude Grande

Setembro Amarelo: Governo e municípios discutem prevenção do suicídio

Talvez essa seja a pausa reflexiva que te faltava. Melhor ainda se for realizada ao ar livre. O contato com a natureza faz bem para o corpo e a mente.

Corrida

Se seu preparo físico é mais avançado, a corrida pode ser uma boa pedida. Além de também ajudar a melhorar seu humor, correr tem um impacto positivo na sua estrutura óssea e muscular, já que fortalece essas regiões e aumenta a resistência física.

E o melhor: essa modalidade está super em alta. Isso significa que dá para reunir uma galera e correr junto! Boa oportunidade para fazer novos amigos e aumentar a motivação, né?

Mas é importante ressaltar que, para pessoas com problemas osteoarticulares (ex: artrose em membros inferiores e outras lesões articulares), indica-se que o treinamento de corrida seja avaliado por um profissional de saúde capacitado que considere os riscos e benefícios da modalidade.

Dança

Quer coisa mais feliz que a dança? Ela exerce um poder terapêutico em vários sentidos. Além de ajudar a manter o peso saudável, dançar aumenta a flexibilidade, trabalha a coordenação motora, incentiva a criatividade e ainda ajuda a melhorar a autoestima.

Por ser uma prática divertida e prazerosa, dançar ajuda a aliviar o estresse do dia a dia e a fazer novos amigos. A professora de dança entrevistada pelo Saúde Brasil, Juliana Maia, afirma: movimentar-se embalado pelo ritmo da música é capaz de transformar um dia ruim em um dia maravilhoso.

Essa ainda é uma ótima alternativa para quem se sente desmotivado para treinar em uma academia, por exemplo. Até porque dançar nem sempre exige que você saia de casa. É só ligar uma música e se jogar no ritmo!

Yoga

A professora de Kundalini Yoga, Nambir Kaur, conta que a ansiedade está ligada diretamente ao controle do medo. Segundo ela, os exercícios de yoga trabalham a postura e a respiração, o que ajuda a aliviar a ansiedade.

Viu? Colocar o corpo em movimento está entre uma das melhores coisas que você pode fazer pela sua saúde mental. O importante é sempre manter o cuidado com a segurança e conforto durante a prática de qualquer atividade.

Use calçados e roupas adequados para a prática de atividade física, mantenha a postura correta e uma garrafinha de água sempre ao seu lado. Tenha também cuidado com o sol e o calor, principalmente se sua atividade for ao livre.

E lembre-se: é importante realizar uma avaliação clínica e funcional com profissional de saúde habilitado antes de iniciar uma atividade física, especialmente, se existem fatores de risco associados, como lesões e doenças como a hipertensão arterial, diabetes e problemas cardíacos.

Por Saúde Brasil

Recomendado para você pelo google

MUITA HISTÓRIA

VÍDEO: Idosa da cidade de Patos completa 107 anos com lucidez e bom humor; conheça sua história de vida

ROTINA

VÍDEO: Homem é preso na cidade de Cajazeiras após furtar celulares de loja em dois dias seguidos

NÃO QUIS ESPERAR

VÍDEO: Vereador de Itaporanga rompe com deputado estadual e anuncia que será candidato a prefeito

NOVO DECRETO

VÍDEO: Exonerações, cortes e proibições na prefeitura de Cajazeiras é para garantir 13º, diz secretário